Payncop pede maior envolvimento dos jovens no continente

O representante da Pan-African Youth Network a Culture of Peace (Payncop), Mityano de Brito Francisco, apelou, esta terça-feira, a uma maior participação dos jovens nas acções de desenvolvimento de África.

à margem do 4º dia da Bienal de Luanda, Mityano de Brito Francisco referiu só com a partilha de ideias entre “irmãos” africanos, que vivem os mesmos problemas, as mesmas situações, se poderá conseguir ultrapassar as barreiras (guerras, fuga de quadros para outros continentes, tráfico, imigracção, analfabetismo e pobreza extrema). 

Relativamente a Bienal de Luanda, Mityano de Brito Francisco o fórum serve e vai servir para a promoção cultural de paz, com o objectivo de alcançar uma cultura de paz, sempre preservando a identidade cultural. 

“O evento foi uma oportunidade de conhecermos a realidade de outros países, discutimos com jovens os problemas que assolam o continente africano e o mundo. Temos a presença muito forte de jovens afro-descentes, de outros continentes, que em conjunto concluímos que para o continente africano desenvolver é necessário ninguém mais do que os seus filhos e descendentes.”, disse.  

A Bienal de Luanda é um projecto que nasce da convergência de políticas e programas estratégicos entre três parceiros principais, designadamente, o Governo de Angola, a UNESCO e a União Africana.

Apresenta e propõe espaços de reflexão, de exposição e de difusão de criações artísticas, boas práticas, ideias e saberes relacionados com a cultura de paz.

Créditos: ANGOP

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: