Cidade de Mbanza Kongo ” Património Da Humanidade ” Conta com novo plano urbanístico

A cidade de Mbanza Kongo, Património da Humanidade, vai contar, no decorrer do ano, com um plano urbanístico e uma estratégia de gestão do turismo, no âmbito das recomendações da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), disse, ontem, ao Jornal de Angola, o chefe da Área Administrativa e Técnica do Comité de Gestão Participativa do Centro Histórico de Mbanza Kongo, André Nlandu.

Os dois projectos, esclareceu, estão enquadrados nas recomendações dadas pela Unesco, aquando da inscrição da cidade como Património da Humanidade, em 2017, e ficaram por implementar por envolver altos recursos financeiros.

O plano urbanístico de Mbanza Kongo, explicou, consiste em determinar os critérios de ocupação de espaços para a construção de novas infra-estruturas, para evitar choques com as proibições da UNESCO, factores imprescindíveis para a preservação do estatuto de Património da Humanidade.

“É um plano que vai determinar como Mbanza Kongo pode ser ocupado em termos de espaços e de construções, assim como em quais zonas poderão ser erguidas as várias infra-estruturas a serem feitas em certos locais do projecto, actualmente em andamento”, informou.
Quanto ao cumprimento das nove recomendações da Unesco de 2017, André Nlandu adiantou que apenas o plano urbanístico e a elaboração de uma estratégia do turismo ficaram por cumprir, mas os trabalhos para o efeito estão bastante avançados.

“Neste momento, temos apenas duas recomendações por cumprir, nomeadamente a conclusão do plano urbanístico de Mbanza Kongo e a elaboração de uma estratégia de gestão do turismo, contudo os trabalhos estão muito avançados e este ano acreditamos cumprir com as duas recomendações”, acrescentou André Nlandu.

Fonte: Jornal de Angola

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: