Papel  dos professores elogiado por Pacheco Francisco

O secretário de Estado para o Ensino Pré-Escolar e Primário exortou, em Luanda, os professores a serem o elemento transformador do sector, reconhecendo, por outro lado, o seu papel como elemento preponderante na comunidade e agente activo do desenvolvimento social.

Sublinhou que a melhoria das suas condições impõe-se, como uma obrigação de toda a sociedade, em geral, e das instituições, em particular. 

Pacheco Francisco, que falou (…) em alusão ao Dia Nacional do Educador, que se comemora hoje, sob o lema “A Transformação da Educação”, defendeu a necessidade de mais trabalho, para transformar o sector naquilo que se pretende. 

“O trabalho da Educação tem a ver com as crianças e as que não aprendem dificilmente podem concretizar os sonhos, daí a necessidade de melhor preparação, para instruir os educandos de forma a contribuírem para o desenvolvimento do país”, disse. 

Lembrou que o êxito da educação passa fundamentalmente por escolas organizadas, através do trabalho dos gestores escolares. 

Fez saber ainda que nas comemorações do Dia Nacional do Educador, realiza-se, hoje, o lançamento dos Jogos Escolares 2022/2023, cuja fase final acontece em Agosto do próximo ano. 

“Esta data constitui uma importante ocasião para as autoridades, educadores e discentes reflectirem sobre os principais problemas do sector, visando encontrar modelos eficazes e eficientes para a sua superação”, sublinhou. 

O secretário de Estado para o Ensino Pré-Escolar e Primário acrescentou que manterá encontros com directores das escolas da província de Luanda, para análise da gestão das instituições, distribuição dos manuais escolares e passar em revista a problemática das carteiras. 

O acto central do Dia Nacional do Educador realiza-se, hoje, no município do Soyo, na província do Zaire, e será presidido pela ministra da Educação, Luísa Grilo, que deverá visitar alguns projectos ligados ao sector. 

A 22 de Novembro de 1977, o primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, declarou aberta a campanha de alfabetização, na fábrica Textang II, em Luanda, e ficou na história do país como data consagrada ao Professor e, em 1978, foi institucionalizada como Dia Nacional do Educador. 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: